Conceito e tipos de Pivot na Lean Startup

O livro "The Lean Startup" de Eric Reis foi ansiosamente aguardado por empreendedores de todo o mundo. Eu, por exemplo, fiquei só esperando dar meia noite do dia 13 de Setembro para comprá-lo no Kindle. 

O conceito de Lean Startup é uma tentativa de aplicar o método científico ao ambiente de extrema incerteza que é a criação de um novo negócio. O autor define startup exatamente como um experimento. Seja no setor privado ou público… seja através de uma nova organização ou dentro de uma já existente… uma Startup é uma tentativa de navegar por uma rota desconhecida através de um veículo não testado.

Ao longo do caminho você tem algumas hipóteses sobre o mercado, sobre os clientes ou sobre seus produtos. Mas com certeza haverão dificuldades ou coisas que você não previu, e você se verá obrigado a mudar de rota ou fazer uma parada a fim de ter certeza que está no caminho certo. É isso que é o conceito de Pivot: Uma mudança específica a fim de testar o seu modelo de negócio. 

Eric Reis afirma que existem 10 tipos de Pivot: 

1) Zoom-In Pivot: O que antes era considerado apenas uma funcionalidade do produto se torna todo o produto. 

2) Zoom-Out Pivot: O que antes era considerado todo o produto é considerado insuficiente para suprir a necessidade do cliente, sendo assim o que era o produto se torna apenas uma funcionalidade. 

3) Customer Segment Pivot: Quando o produto que você está construindo resolve um problema específico de um segmento de consumidores que não era o que você originalmente previu. 

4) Customer Need Pivot: Depois de conhecer melhor o cliente, percebe0se que ele tem um problema diferente do que você antes imaginou e por isso precisa de um produto com características diferentes. 

5) Plataform Pivot: Mudar seu produto de um aplicativo para uma plataforma. Por exemplo, o Buscapé é um aplicativo, enquanto o Mercado Livre é uma plataforma. 

6) Business Architecture Pivot: Segundo o autor, existem dois tipos de arquiteturas de negócio. a) High Margin, low Volume (típico de negócios B2B e que requerem vendas complexas) e b) Low Margin, High Volume (típico de mercados de Massa e Negócios B2C).

7) Value Capture Pivot: Inovar é você criar valor para os clientes e depois capturá-lo na medida em que eles lhe pagam por isso. Também é conhecido como modelo de monetização ou de receita. 

8) Engine of growth Pivot: Existem três tipos de motores de crescimento: virais (onde os próprios consumidores espalham para seus amigos), pagos (como propaganda) e Sticky (quando o consumidor procura alternativas. 

9) Channel Pivot: Uma mudança no mecanismo através do qual a empresa entrega o produto ao consumidor. 

10) Technology pivot: Uma forma diferente de entregar a solução para o cliente através de uma mudança na tecnologia.